TECNOLOGIA

A OSI TELECOM se preocupando com a escassez no mercado de endereçamento IP do tipo 4 ou o IPV4 (devido ao enorme e descontrolado crescimento na utilização de devices do tipo celulares, workstations, tablets, etc.), no mercado de provedores de soluções, as fornecedoras ou os ISP´s (Internet Service Provider´s), o que estava limitando a liberação deste tipo de endereço e impactava nos serviços prestados aos clientes finais, de uma forma global, a OSITELECOM como detentora das licenças de STFC e SCM, resolveu dar início ao seu projeto ANS (Autonomous Systems Number) e, desta forma teríamos as nossas próprias redes IP, dos tipos IPV4 e IPV6.
Assim, além de atendermos melhor tecnicamente nossos clientes, poderíamos ter preços melhores para os mesmos e, com condições técnicas melhores, pois estaríamos diretamente conectados ao Backbone de Internet, sem elementos hops ou saltos (routers intermediários) intermediários.
PTTGOB foi o nome dado ao projeto, a OSI TELECOM que promoverá infraestrutura necessária (Ponto de Troca de Tráfego – PTT) para a interconexão direta entre as redes (“Autonomous Systems” – AS) que compõem a Internet Brasileira. Porém, alteramos sua designação e nomenclatura no decorrer do tempo para GOBSPO_ASN262507, fazendo uma homenagem ao nosso n° de ASN fornecido pelo LACNIC (Latim American and Caribbean Internet Adresses Registry).
Uma das principais vantagens deste modelo é a redução de custos, uma vez que o roteamento de tráfego será resolvido direta e localmente e não através de redes de terceiros, muitas vezes fisicamente distantes, gerando latências desnecessárias e possível perda de tráfego/pacotes.
Maior controle que a rede pode ter com relação a entrega de seu tráfego o mais próximo possível do seu destino, o que em geral resultará em melhor desempenho e qualidade para nossos clientes e operação mais eficiente da Internet como um todo. Tendo em vista e levando-se muito em consideração, nossas operações em VoIP e Cloud.
Temos parcerias diretas, peering e trânsito, com IX Br (São Paulo), Microsoft, Google, Amazon, Netflix, CloudFlare, Routeview, LinkedIn Corporation, HurricaneElectric, Equinix, CenturyLink, TIM, etc.

Tanto em peering, quanto transito, ambas as modalidades em IPv4 e IPv6, garantindo a interoperabilidade, estabilidade e performance, que nosso cliente precisa.

Ativação de rede “LastMile” Metro Ethernet e DWDM, com protocolo 802.1q (TAG), tornando a construção de sub redes mais ágeis e seguras, aumentando nossa “prateleira” com o produto OSI METROMAN CORPORATE

Foram utilizadas, as características fundamentais descritas abaixo para a implementação adequada do Projeto GOBSPO_ASN262507:

  • Neutralidade – independência de provedores comerciais (segmento negócios).
  • Qualidade – troca de tráfego eficiente com baixo custo das alternativas, alta disponibilidade.
  • Centro de troca de tráfego regional único SPO.
  • POPs em Campinas, Taubaté, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Porto Alegre
  • Performance – On Demand Networking – Prover Conectividades e Segurança, de forma on demand.
  • Rede lógica em 40Gbps redundante.
  • Rede física em 100Gbps – FX interfaces (Redundante).

Possibilidades imediatas no provimento de Dados:

IPv4:  4096 hosts, 512 subredes /29 (6 hosts)

  • Possibilidade de atendimento imediato em 512 novos cctos de internet dedicada com redes IP/29 ao cliente, ou seja, 8 endereços IP´s disponíveis para utilização do mesmo.
  • Redes IPv4/IPv6 próprias.
  • Serviços de VPN corporativa e on demand

Contato

Entre em contato

Preencha os dados que entraremos em contato com você.